SÉ CATEDRAL DE BISSAU

Nossa Senhora da Candelária

A Catedral Despede-se da Tia Cármen

A CATEDRAL DESPEDE-SE

da Tia Cármen Pereira

Por Policiano Gomes
Fotos: Policiano Gomes
Foto da Catedral A antiga combatente pela independência da Guiné-Bissau e dirigente do PAIGC (Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde), Católica, devota de Nossa Senhora Candelária, faleceu aos 79 anos de idade, no sábado 4 de junho de 2016, em sua casa, no seguimento de uma indisposição súbita. Cármen Pereira foi a primeira presidente da Assembleia Nacional Popular (ANP) da Guiné-Bissau e também a única mulher a ocupar, interinamente, o cargo de Presidente da República em 1984.

O seu desaparecimento físico constitui uma perda irreparável e deixa um enorme vazio no seio dos combatentes da liberdade, da sociedade guineense e em especial da Paróquia de Sé Catedral de Bissau. A tia Cármen, o nome com que é conhecida na Paróquia, dedicou toda a sua vida em defesa dos ideais da liberdade, da independência, da democracia e do progresso social da Guiné-Bissau.

Foto da Catedral Na homilia da missa do corpo presente, o Pároco da Catedral, Fr. Victor Quematcha, endereçou condolências à família enlutada. Tendo acrescentado que o país, a nossa igreja e a sociedade guineense, como um todo, está de luto porque a Tia Cármem não era apenas uma heroína nacional mas era sobretudo uma humanista, e uma mulher exemplar. À família garantiu que a Paróquia vai rezando e suplicando ao Deus da Misericórdia a necess´ria consolação.